Jovem devolve celular encontrado e pede emprego em vez de recompensa

        Garoto celular

                                              http://goo.gl/7b0lns 

        Atualmente, temos nos deparado com muitas notícias negativas, como roubos, furtos e outros tantos assuntos que entristecem qualquer cidadão. Às vezes, felizmente, essas notícias dão uma pausa para mostrar que existem pessoas que realmente fazem diferença através de suas belíssimas atitudes.

         O jovem Pablo de Paula, de 16 anos, é uma dessas pessoas. Veja a sua história:

         Pablo passava por uma rua à noite e viu um celular caído no chão. Será que ele pegou o aparelho e ficou feliz da vida por ter encontrado algo tão valioso? O celular custa em torno de 2500 reais. Pablo é um garoto humilde, que precisa ajudar nas despesas da casa onde mora com a mãe e três irmãos, e acabou de ser dispensado de seu último emprego. Sua situação não estava nada fácil! E então? Será que Pablo ficou com o celular?

         A resposta é não. Pablo rapidamente conseguiu entrar em contato com o dono do celular, Nikolas Soares Valério, que de tão feliz com a atitude do garoto, ofereceu uma recompensa de 200 reais. Pablo não pensou duas vezes e NÃO aceitou o dinheiro, porém, fez um pedido inesperado: pediu que, em vez do dinheiro, o dono do celular o ajudasse a procurar um emprego. A atitude de Pablo sensibilizou não só Nikolas, mas também muita gente!

      Na tentativa de ajudar o garoto, Nikolas postou a história numa rede social e, pouco depois, Pablo já tinha recebido várias propostas de emprego!

     O resultado dessa atitude é que Pablo conseguiu seu tão sonhado emprego! Vai trabalhar de auxiliar de almoxarifado, mas para isso, terá que cumprir uma exigência muito importante, feita pelo futuro patrão, o juiz Eduardo Perez:

      “Você só vem trabalhar conosco se você estudar porque só avança na vida, só tem condição de avançar aquele que se dedica, aquele que estuda”, afirmou o juiz Eduardo Perez.

        “Obrigado por essa oportunidade, eu vou me dedicar muito”, disse Pablo.

       A mãe de Pablo disse que o filho cumpriu sua obrigação, ou seja, fez o que é certo, e que todo mundo deveria agir assim.

     E o final feliz dessa história é que Pablo ganhou, além do emprego, reconhecimento por sua honestidade e também a oportunidade de se tornar exemplo para tantas pessoas!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *